Tsuki ga Michibiku Isekai Douchuu Prólogo 2


<-Capítulo Anterior||Próximo Capítulo->

Prólogo 2 – O presente de despedida é um segredo

Resumindo o que Tsukuyomi-sama disse, ele vai como esta. Na verdade, os detalhes do transporte e o procedimento de tudo tinham sido explicados.

Os meus pais pareciam ter vindo de outro mundo. Desde jovem, meus avós já tinham morrido e foi-me dito que não temos ligações com os nossos parentes, mas… A pensar que foi essa foi à razão pela qual.

Durante seu tempo no outro mundo, por causa do destino, eles fizeram um acordo com o deus do outro mundo. Isso é o que parece ter-me trago a esta situação.

Ou seja, o preço era ‘um dia eu vou tirar uma coisa importante de você’.

É aquele cara um demônio?!

E parece que os meus pais concordaram com isso.

Agora que penso nisso, minha irmã mais velha, minha irmã mais nova e eu, nós três fomos ensinados todas as tarefas domésticas e também aprendemos uma arte marcial de algum tipo. E pensar que foi uma preparação?! Por uma questão de sair sozinho a qualquer momento?!

Nãonãonãonãonãonão não brinque comigo. Algo como outro mundo, eu não ouvi uma só palavra dos meus pais.

Bem, mesmo se eles me dissessem, eu iria apenas olhar para eles como se fossem pessoas perigosas embora.

Meu pai é dito ser um escritor que se especializou em fazer romances de fantasia com um monte de presença e realidade transbordante, mas a pensar que era porque ele já experimentou a coisa real. Aquelas representações de filé de dragão e o jeito que falou do conforto de dormir num estábulo eram momentos envolventes.

E o mundo que eu estaria indo agora é este mundo de fantasia cheio de magia.

Aparentemente eu estou sendo enviado a esse mundo com a força que ultrapassava todos os meus pares. Devido a várias razões, as pessoas que são transferidas do meu mundo são todas estupidamente fortes.

Em certo sentido, parecia que eu seria libertado de roupas realmente pesadas. Não é como se eu seria dado à imortalidade, por isso vou morrer se eu for morto, ou assim fui avisado.

Pelo que Tsukuyomi-sama disse, parece que apenas por viver no meu mundo é uma coisa incrível.

Não apenas o poder mágico praticamente não existe em nenhum lugar, a proteção divina dos deuses mal consegue alcançar. É um mundo cruel. Esse é o tipo de lugar que eu tenho vivido até agora, ou então era o que me foi dito.

Embora eu só tenha estado a viver normalmente… Que qualidade conveniente.

“Bem~ Eu realmente sinto muito por gritar com você. Parece que você tem tido uma vida difícil Tsukuyomi-sama.” (Makoto)

E, além disso. Para estar em entre esses seres extraordinários e especiais, como sua irmã mais velha e o irmão mais novo, as dificuldades que Tsukuyomi deve ter passado por causa disso… Eu senti emoções me inundando por sua situação. Bem, mesmo com esta situação, ter sido gritado por uma pessoa que mal o conhece. Deve ter sido duro para ele.

“Bem, bem, a pensar que você me entende! Para eu sentir um sentimento tão feliz, quanto tempo tem sido? Mas se estamos a falar sobre isso, Makoto-dono tem uma vida difícil também.” (Tsukuyomi)

Ele entendeu os meus sentimentos de ser o único homem entre duas irmãs. E pensar que chegaria um dia em que eu começaria este tipo de simpatia! Eu vou me corrigir, pois se houvesse uma religião Tsukuyomi Mikoto eu iria entrar nela! Tsukuyomi-sama banzai!

“Mesmo assim, minhas irmãs e eu vivemos uma vida normal até agora. Para uma deusa nos dizer isso seria tarde demais de qualquer maneira.” (Makoto)

“De todos os mundos lá fora, o seu é o mais duro. Aos olhos de alguém de outro mundo que seria como estar nas profundezas do oceano ou vivendo em um mar de lava. De qualquer forma, esse sujeito está realmente tomando seu tempo.” (Tsuki)

Estávamos à espera do encarregado do outro mundo, mas…

Com isso, não parece aquele sujeito virá.

Parece que o mundo é um lugar muito popular, constituído pela presença de uma deusa e bebidas espirituosas. De que forma é popular, honestamente, eu não sei.

De todo modo, eu já assinei a coisa que Deus havia me apresentado. Depois de ser convencido sobre isso, ok?

Afinal, se eu não for a minha irmã mais velha ou minha irmã mais nova terá que ir.

Eu estava preocupado com isso você sabe? Realmente incomodado.

Porque, você sabe, eu não seria capaz de jogar jogos. Em um mundo onde as máquinas não existem, eu não seria sequer capaz de apresentar petições de um jogo para celular. Eu teria que dizer adeus a todos os meus mangás e romances.

No meu PC havia, obviamente, coisas que não poderiam ser mostradas a um jovem de 18 anos ou menos. Se eles acabassem descobrindo eu não seria capaz de explicá-lo em tudo.

Eu sou um homem em crescimento para que você deva me compreender, certo?!

É por isso que eu falei com Tsuki-sama sobre isso e tentei pedir-lhe para esconder de uma maneira que minha família não iria notar.

Eu estou dizendo isso de uma maneira infame, mas além de minha família, eu não me importava quem mais ouviu falar sobre isso.

Sendo encurralado eu entendi o quão minúsculo eu era. Mas é assim que eu realmente me senti.

No entanto, isso não é bom.

É por isso que eu decidi desistir de pensar só em mim. Como dizê-lo, eu estava surpreendido pela forma como eu me priorizava tanto.

Mas eu queria fazer alguma coisa sobre a minha história escura.

É verdade que ele me disse que eu não poderia voltar, mas para a minha família que eu não vou ser capaz de ver mais, para descobrir esse tipo de coisas.

“Por que esse garoto tem tais passatempos!” (O pai de Makoto)

“Como o nosso filho é tão sem vergonha!” (A mãe de Makoto)

“Onii-chan imundo!” (Irmã mais nova / imouto de Makoto)

“O que otouto! Será que ele tem estado a olhar para mim com esse tipo de olhos?!” (Irmã mais velha de Makoto/ Nee-chan)

NÃOOOOOOO!!! PAREM COM ISSOOOOOO!!!!! (Makoto)

Eu não seria capaz de aguentar! Só de imaginar isso me faz querer me matar!

“Não se preocupe” (Tsuki)

Mas Tsuki-sama foi diferente. Enquanto eu estava se contorcendo dentro da loucura do meu coração e estava prestes a ser engolido por ele, ele me disse isso.

“Todos esses sonhos dos homens, livros e software, e também o interior do seu HDD, vou assumir a responsabilidade de eliminá-los!” (Tsuki)

Tsuki-sama disse isso, enquanto balançando sua cabeça. Ele entendeu tudo, tudo sobre isso. Um Deus, você é uma divindade! Mesmo se você for menor de idade, no meu ranking você está agora o número um! Você se tornou o deus principal!

Estou impressionado que ele sabia dessas palavras avançadas, como HDD. Bem, neste momento eu não me importava muito sobre isso. Eu só estava agradecido que o pesadelo tinha desaparecido.

Bem, com isto e o que nós falamos sobre a sociedade e tais ao beber o chá que foi trago. Eu estava matando o tempo com Tsuki-sama.

“De todo modo, eu entendo que nesse mundo eu me tornarei impressionante fisicamente e na magia, mas…” (Makoto)

“Umu.” (Tsuki)

“Você vê, não vou receber uma habilidade especial ou algo assim? Como uma barreira sólida ou os olhos da verdade do diabo ou uma Rosa Logia ou uma fase Celestial?”

Bem, se eu tiver uma quantidade incrível de poder mágico pode haver nenhum. Mas, como um romance eu anseio por tais poderes.

Há um grande número de pessoas que recebem isso quando eles vão para outro mundo, você sabe? É por isso que eu quero você sabe? É apenas no mundo da ficção embora.

Pelo que eu ouvi, há demi humanos e até mesmo raça besta por isso mesmo que eu tinha uma anomalia que não deve ser discriminado.

Então seria bom se eu tivesse um, é o que eu pensava.

“É claro que vai!” (Tsuki)

“Sério?! Que tipo? Que tipo irei receber?” (Makoto)

Eu pensei que seria um pedido impossível ~. Você só vai saber se você perguntar huh.

“Eu não sei. Sinto muito, mas vai ser uma surpresa para quando você obtê-lo. Eu só posso ir lá uma vez e eu não serei capaz de se comunicar com você, então eu só vou te dar uma dica tudo bem?” (Tsuki)

“O ~ Espero que seja algo como uma habilidade em branco que permite que você faça qualquer poder que quiser.” (Makoto)

“Não, não é isso. Lamento, mas tenho limites em minhas habilidades como uma divindade.” (Tsuki)

“??” (Makoto)

“Estou disse ser o único que governa a noite e a lua, mas o meu atributo real é realmente ambíguo. Pode ser como você disse uma “habilidade em branco”.” (Tsuki)

“É por isso que vou dar-lhe o máximo que eu puder ao meu alcance, mas eu não sei como ele vai nascer. Ele pode até mesmo se tornar algo que você não quer. Lamento.” (Tsuki)

Dizendo isso Tsuki-sama acena para vir.

Seguindo o que ele disse, eu me sento ao lado dele e ele coloca a mão em mim e eu senti alguma coisa começando a fluir dentro de mim. Esse algo foi para minha espinha e começou a circular por todo o meu corpo, então foi em volta do meu peito, começa a se reunir lá e em seguida, acalma-se. É esta a bênção que ele disse que iria me dar?

“Eu sinto que algo está se acumulando. É isso que você chama o ponto de origem?” (Makoto)

“É isso mesmo, você é rápido em aprender. Não há problemas com a percepção de seu entorno. Quando você imaginar soltar a energia será ativado. Bem, o sentimento de liberá-lo em suas palmas é o mais fácil de entender. De todo modo, agora é impossível. Este lugar ainda é o seu mundo original depois de todos.” (Tsuki)

Eu queria experimentar, mas Tsuki-sama, ao rir, me impediu.

“Também Makoto-dono, vou dizer-lhe isso mesmo que já disse em seu contrato, mas, a deusa do outro lado também estará dando-lhe um poder. Você está abandonando o seu mundo atual, para que, pelo menos, dar-lhe benefícios colaterais com isso.” (Tsuki)

Mais uma vez com uma expressão de desculpas, Tsuki-sama inclina a cabeça.

“De jeito nenhum, Tsukuyomi-sama. Eu estou agradecido. Talvez, apenas talvez, se eu estava a ser mandado embora sem qualquer explicação quando eu rejeitei e no dia seguinte uma das minhas irmãs fosse desaparecer, eu teria lamentado pelo resto da minha vida.” (Makoto)

“Makoto-dono é verdadeiramente amável. Ela finalmente chegou.” (Tsuki)

“Finalmente hein. Nós conversamos por muito tempo. Não, nós fomos capazes de arrumar tudo.” (Makoto)

“Se está tudo bem com você eu posso gravar toda a nossa conversa em um vídeo embora. É realmente bom com apenas isso?” (Tsuki)

Na mão de Tsuki-sama havia duas cartas.

Quando perguntei Tsuki-sama se eu poderia deixar algo para trás, ele me deu um monte de maneiras de uma forma de me despedir, mas no final eu decidi ir com cartas. Dirigia-se aos meus pais e outro para as minhas irmãs.

Para os meus pais, se eu lhes dissesse sobre o outro mundo eles iriam entender, mas para usar essas palavras para as minhas irmãs era difícil para mim assim que eu fiz duas cartas. Se depois que meus pais decidirem contar as minhas irmãs sobre a verdade, vou deixá-los em sua decisão.

Por outro lado, eu perguntei se era possível para eu tomar alguma coisa e foi-me dito que eles poderiam fazer algumas acomodações para ele.

Eu escolhi vários livros e ferramentas de escrita (Borracha e lapiseiras não podiam ir, então eu tive de gerir com um lápis). Eu queria trazer um pouco de comida também, mas por algum motivo me foi negado. Talvez existam várias leis para a gestão dos mundos. A preservação do que é já está lá hein.

“Sim, eu não acho- Uo?!” (Makoto)

Meu corpo ficou transparente. Eu tentei confirmar e meu corpo parecia ter se tornado metade transparente?!

“O que?! Ela planeja levá-lo embora sem sequer me falar?! O que ela está pensando, aquela mulher estúpida!” (Tsuki)

Tsuki-sama também estava em pânico. Não era como se eu ia morrer, eu estava apenas sendo levado embora, então eu senti um pouco aliviado.

“Makoto-dono lamento! O Deus que você vai se reunir agora, não há nenhuma ajudar se você esconder o seu desagrado. Ela é uma pessoa muito problemática. Mas se você puder, por favor, ignore suas ações!” (Tsuki)

Tsuki-sama é uma pessoa de pensamento mundana. Ele provavelmente tinha entrado em contato com uma boa quantidade de pessoas já.

Eu sorri enquanto acenando com a cabeça.

Ele me fez ter a vontade de ir para outro mundo e foi capaz de me fazer aceitar. Ele falou comigo e acalmou minha mente.

Essas foram às palavras de Tsukuyomi Mikoto. Mesmo se o que eu estou indo encontrar é uma deusa sem precedentes, vou aceitá-la.

<-Capítulo Anterior||Próximo Capítulo->