The Demonic King Chases his Wife Capitulo 11


<-Capítulo Anterior||Próximo Capítulo->

Capítulo 11 – Ele é o príncipe Jin?!

Mesmo que eu realmente não goste do método utilizado, os resultados desencadeados são agradáveis para mim. Ela seriamente não tem nenhum interesse em ser a princesa coroada do príncipe atual.

Se você realmente quiser comparar, embora este auto proclamado príncipe de pé diante de seus olhos é diabólico, forte, arrogante, rude e goza de tirar proveito de uma situação… Ele ainda deu a Su Luo uma impressão melhor do que o príncipe herdeiro.

“Pobre menina, você está prestes a se tornar o cordeiro de sacrifício.” Nangong Liuyun fingiu ser simpático enquanto ele batia delicadamente no nariz rosado de Su Luo. Embora ele estivesse sem expressão, um sorriso de satisfação brilhava em seus olhos.

“Você precisa de um lembrete amigável?” O canto da boca de Su Lou se enrolou com um sorriso que não era bem um sorriso. “A pessoa que você está segurando é a sua futura irmã em lei.”

“Errado!” Os olhos de Nangong Liuyun brilharam enquanto ele ligeiramente mostrava os dentes brancos. “A pessoa que este rei está segurando é a minha futura princesa consorte.”

Su Luo silenciosamente olhou para o céu: “Essa piada simples, não é nem um pouco engraçada.” Ela era a lendária boa para nada dos rumores e nasceu de uma concubina. Além disso, sua posição de noiva do príncipe herdeiro estava à beira de ser retirada. Como poderia este príncipe humilde ousar casar com ela?

Até agora, Su Luo ainda não conhecia o poderoso fundo do homem que a segurava. Ela ainda pensava que Nangong Liuyun foi um desses pequenos senhores.

Não vamos falar sobre a acalorada discussão entre os dois em frente à lagoa do lótus, após o príncipe herdeiro descobrir a verdade que Su Luo era aquela garota sem vergonha, todo o seu comportamento se iluminou e seus olhos brilharam.

Tendo aprendido essa verdade, nada mais importava.

O príncipe herdeiro felizmente deixou levar as boas novas com ele. Com um aceno de suas mangas, nem mesmo a sua sombra foi deixada.

As pessoas em frente à Lagoa do Lótus já haviam saído.

Uma brisa suave fez ondulações na superfície da água

Na lagoa do lótus estava uma Senhorita Su Xi tremendo.

Esperando a partir da tarde até o crepúsculo, depois do crepúsculo ao anoitecer, Su Xi esperou até que seu rosto se tornasse pálido, lábios ficaram roxos, mas a sua terceira irmã ainda não veio para trazer sua roupa.

Pobre Su Xi não sabia que quando ela empurrou Su Wan, ela usou muita força e assim, bateu em Su Wan para um desmaio.

Su Xi na lagoa do lótus se tornou tão irritada que ela quase começou a pisar seus pés. Em seu coração, ela começou a odiar Su Wan. Ela silenciosamente prometeu que depois que ela voltasse, ela não vai deixar Su Wan livre.

Esperando até a noite se tornar completamente negro e usando o manto da escuridão, Su Xi finalmente saltou para fora do lago do lótus para o chão.

De repente, um grito aterrorizado nas proximidades: “Fantasma!!”

Seguindo o som do grito, Su Xi virou lentamente a cabeça na direção do som, o rosto horrivelmente distorcido e com olhos vermelhos de raiva.

Ela tinha sido escolhida suficientemente por hoje!

Ela virou-se e estava prestes a libertar a sua raiva no lacaio infeliz quando ela percebeu que o lacaio já tinha desmaiado depois de ficar com medo pelo “fantasma”. Agora, com nenhuma maneira de liberar sua frustração, Su Xi desviou os olhos e usou a cobertura da escuridão para fugir rapidamente em direção ao pátio dela.

O mais remoto e pequeno pátio na Mansão Su.

Su Luo tinha um pedaço de grama em sua boca, com ambas as mãos atrás da cabeça, enquanto ela estava no telhado com ambos os pés apoiados, emitindo uma impressão descontraída de diversão.

Ela com diversão avaliou o que aconteceu nesta manhã. Ao pensar sobre como ambos Su Wan e Su Xi estavam embaraçadas, ela se tornou feliz. Pensando nas lutas e reivindicações futuras entre as duas a deixou ainda mais feliz.

Apesar de ao pensar, de repente, o rosto sem igual passou pela mente de Su Luo.

Especialmente aquele par de olhos sedutores, negros como tinta, com luz brilhante que brilhava da íris da cor de obsidiana, cheios de orgulho.

Embora seu riso parecesse ser descuidado, ele escondia a força e majestade de uma águia; convincente, desdenhoso ainda e ao mesmo tempo, exalava uma atitude dominadora e forte.

Ela descreveu o cara para Lu Luo, que imediatamente se tornou tão animada que a taça em sua mão começou a tremer.

Ela animadamente disse: “Senhora, se meu palpite não está errado, então quem você encontrou é a Sua Alteza o Príncipe Jin! Sim, deve ser o príncipe Jin!”

<-Capítulo Anterior||Próximo Capítulo->