Skyfire Avenue Capítulo 38


Chapter 38 – A  UNL

<~~Capítulo anterior | INDEX | Capítulo seguinte ~~>

A bicicleta tranquilamente se movia em direção a escola, Lan Jue sentando reto em cima dela de modo a não amassar seu terno.

A bela bicicleta preta tinha sido um pedido dele para o mestre do Vinho. Ele sempre fora um fã de antiguidades. Aparentemente essa bicicleta que o Mestre do Vinho usava era uma relíquia da China Da Era anterior. O nome da marca – Forever – podia ser visto no quadro da bicicleta. Era um bom nome , denotando sua qualidade. A bicicleta praticamente não emitia qualquer som enquanto rola em direção a Universidade.
(nota: Forever = Para sempre.)

Uma briza confortante e refrescante passava pelo seu rosto. Ocasionalmente ele soava o sino, e um Ding Ding seco se fazia ouvir. Era certamente uma experiencia nova para Lan Jue.

Hoje, para parecer mais com um professor, Lan Jue tinha optado por usar um par de óculos com aros pretos. Naturalmente eles não continham lentes [1] , mas exaltavam um pouco o ar de alguém culto e gentil. Seu rosto limpo e bem mantido revelava um inteligente e elegante sorriso. Era uma aparência erudita, contrário com o que outros podem esperar.De longe ele podia ver a gigante placa da Universidade Nacional do Leste. Os portões da frente do campus eram Altos, e feitos de metal maciço. Na verdade, eles eram compostos de uma liga, embora fosse dificil de identificar qual a olho nu.

A Universidade Nacional do leste. As letras eram destemidas e fortes, escritas com uma mão firme que demandava atenção. Elas faziam Lan Jue lembrar daquele velho, se reclinando na sua poltrona. Ele não podia ter sido o responsável por escrever isso, poderia?

E ainda assim Lan Jue sabia claramente que apesar do ancião parecer mais velho que Deus, ele provavelmente ainda tinha outros cem anos de vida antes de chutar o balde. Ele era o maior cientista do mundo! Existia alguém capaz de entender o funcionamento do corpo humano melhor que ele?

Não demorou muito antes de Lan Jue e sua antiquada bicicleta chegassem nos portões do campus.

Ele chegou junto com os estudantes que se apresentavam para as lições da manhã. Os portões da escola eram largos para acomodar os ocasionais veículos mag-lev. Conforme os carros, levitando, se aproximavam eles diminuíam sua velocidade, rapidamente mudando da velocidade de uma bala para uma parada completa. Em frente aos portões eles eram escaneados, e só depois podia entrar.

A parte dos mag-levs, verti-cars de altitudes extremas também eram visto de tempos em tempos. Como seus primos muito mais modestos, eles também tinham de parar e ser escaneador antes que pudessem entrar. Na verdade, o ar acima da Universidade era completamente ausente de qualquer verti-car ou outro trafego. Essas eram as regras, quem se atrevesse a quebra-las corria o risco de ser abatido do ar.

ζ

Um número de mag-levs chegou nos portões e parou. estacionando no campus não era barato, então a maioria dos estudantes eram enviados para a escola pela família. Eles eram deixados nos portões e caminhavam de lá.

O Cérebro de cachorro Jin era um desses estudantes. O mag-lev de sua família chegou aos portões e desceu até que ele podia saltar de dentro. Ele colocou sua mochila nas costas e caminhou em direção ao portão.

A mochila era algo que sobreviveu a marcha do progresso. Bolsos dimensionais pessoais existiam, mas apenas estudantes de famílias particularmente ricas podia usa-los.

A família do cérebro de cachorro Jin era no máximo de classe média. Ter um mag-lev em si já era um feito.

Ele seguiu seu caminho pelos portões, balançando a cabeça no ritmo do rock ‘n roll explodindo de seus Fones de ouvido, como ele sempre fazia.

Ele usava um uniforme preto que estava razoavelmente bem conservado, mas a camiseta branca por debaixo tinha o terceiro botão desabotoado revelando um peitoral nada impressionante. Ele usava um brinco de diamante em sua orelha esquerda que levava os olhos ao seu cabelo espetado e rosa. O cabelo o fazia parecer um galo. Ele certamente não estava de acordo com a ideia de um estudante modelo.

Piloto de Mecha. Júnior. Criança problema. Essas eram as palavras usadas para descrever o cérebro de cachorro Jin Tou, mas seu comportamento enfaticamente miserável foi o que lhe deu o apelido cérebro de cachorro. Ele era como um vira-lata, eles disseram, mordendo qualquer um que cruze seu caminho. E com seus atuais registros acadêmicos, se formar começava a se tornar um sonho impossível.

Conforme ele atravessava os portões, cérebro de cachorro Jin notou algo que o fez parar completamente.

Um homem em um terno dirigia em direção a escola em uma bicicleta antiquada de duas rodas, Ele estava a alguns metros da escola quando ele jogou sua perna por cima da bicicleta, se equilibrando em seu pé esquerdo ainda em cima do pedal. Ele desceu assim, andando ao lado da bicicleta. Sua entrada casual, bom terno e alta estatura chamavam a atenção.

Cérebro de cachorro Jin tinha bastante interesse por itens novos, e seus olhos se arregalaram pela cena. Ele imediatamente posicionou seu dedo do meio e dedo polegar na boca, produzindo um assovio estridente.

“Hei mermão, nada mal! Onde você arranjou essa maquina? Que belezinha. Toda mecânica certo? Movida pelo motorista?” Cérebro de cachorro Jin parecia ser um fã do passado, e caminhava ao redor do homem observando.

O homem ofereceu um sorriso refinado, e assentiu reservado. “é chamada de bicicleta. Completamente mecânica, impulsionada pelo motorista.”

“Ela tem caráter! Me deixa dar uma volta.” Cérebro de cachorro Jin se moveu para perto entusiasmado.

“Eu receio que não,” O homem de terno respondeu balançando a cabeça.
“Pff” Cérebro de cachorro cuspiu desdenhando. “Bom isso não é justo, seu sovina bastardo. Méh tanto faz.” Ao falar ele se virou e se dirigiu ao campus. Ele não era um bom estudante, verdade, mas arrumar confusão em frente aos portões seria completa estupides.

ζ

Lan Jue seguiu o punk cabeça de galinha com os olhos, um riso borbulhando em sue peito. memórias de seu período como estudante voltavam, e parece que essa universidade tinha seus próprios estudantes problemas. O estilo de cabelo exagerado lembrava ele do jovem A-cheng , que experimentou algo similar. Mas infelizmente, aquilo acabou quando sua mãe veio causando uma tempestade na escola com um par de tesouras. Snap, Snap!

“Beeep” Atenção veículo não registrado, você esta proibido de ir adiante.” Uma voz digitalizada acordou Lan Jue de suas memórias. Dois homens em uniforme observavam enquanto ele se aproximava.

Os dois eram claramente parte da segurança do campus, e vestiam uniformes que pareciam militares. Ambos altos e um bocado robustos.
“Veiculo não registrado, você não tem permissão de entrar o perímetro do campus. Por favor espere o processamento, e produza sua identidade de aluno para inspeção.”

Lan Jue certamente não era tão velho quanto Zhou QIanlin tentou fazer parecer. Recém barbeado ele parecia bastante jovem, nenhuma diferença de um estudante de pós-graduação.Lan Jue sorriu. e falou educadamente para os guardas. “Bom dia. Por favor me perdoe, mas eu não possuo uma identificação de estudante. Esse é na verdade meu primeiro dia reportando à Universidade. Eu receio que não conheço as regras.” Ele disse, puxando um envelope azul-escuro da cesta fixada atrás da bicicleta. Ele abriu o documento e tirou a carta de admissão.

Um dos guardas pegou o papel da mão de Lan Jue , enquanto ao mesmo tempo buscando algum aparato em sua cintura. Ele passou o aparato pelo documento, escaneando. Só depois ele abriu para ler.

“Professor de Etiqueta? O que diabos é um professor de Etiqueta?”

<~~Capítulo anterior | INDEX | Capítulo seguinte ~~>


[1] Antigamente na china usar óculos sem as lentes dava um ar culto e gentil , porque? Eu não sou chines , perguntem pro google.